Pesquisar este blog

SEJAM BEM VINDOS AO BLOG DO MARCILIO BOIÃO

COM DEUS NADA ME FALTARÁ

VOCÊ É MAIS UM VISITANTE A ESSE BLOG

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Crime em Pacajus Casal é morto ao fazer propaganda

As vítimas trafegavam em um carro de som, trabalhando para um candidato, quando foram eliminadas
Um duplo assassinato vitimou, ontem, um homem identificado como João Rodrigues Neto, 28; e a companheira dele, Cristina da Silva Vieira, 36. Os dois foram mortos, no fim da manhã de ontem, quando faziam propaganda política com um carro de som no bairro Croatá I, em Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza (49Km da Capital).


O corpo de João Rodrigues Neto, 28, ficou coberto dentro do automóvel. Uma das balas que o atingiu transfixou seu corpo e provocou também a morte da mulher, que estava no banco de carona. Assassinos fugiram noutro veículo FOTO: ALCIDES FREIRE
Segundo apurou a Polícia, os dois trafegavam no Ágile de placas NVB-2245, quando foram perseguidos por três homens que estavam em um carro de cor escura. O casal foi morto em um descampado, após tentar, em vão, se desvencilhar do trio que o perseguia.

No momento do crime, o casal percorria as ruas de Pacajus fazendo propaganda sonora de um candidato a vereador Logo que souberam da ocorrência, familiares de João Rodrigues Neto se dirigiram ao bairro Croatá I e ficaram transtornados quando viram os corpos sem vida dentro do veículos. Eles não souberam informar o que pode ter motivado o crime.

Uso restrito

A equipe da Coordenadoria de Criminalística (CC) da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) informou que o homem e mulher foram mortos a tiros de pistola ponto 40, arma de uso restrito da forças policiais.

João Rodrigues Neto levou um tiro no queixo, sendo que o projétil transfixou ; além de outros dois na cabeça e um no abdome. Esse último tiro, provavelmente transfixou o corpo de João e atingiu Cristina Vieira. A mulher também foi alvejada no lado direito do pescoço.

Mistério
Os motivos do duplo homicídio ainda são desconhecidos, porém a motivação política está praticamente descartada. As vítima não possuíam antecedentes criminais, entretanto a Polícia investigava denúncias dando conta do envolvimento de João Rodrigues com o tráfico de drogas.

Caso as denúncias sejam verdadeiras, o crime pode ter sido motivado pela disputa do controle do comércio ilegal de drogas naquela cidade da RMF. O veículo ficou perfurado de bala por todos os lados.

O subtenente Iran, do Ronda do Quarteirão (RD-1165), informou que o casal foi perseguido pelo trio por cerca de um quilômetro. Ao chegar no descampado, João Neto tentou fazer uma manobra para fugir dos perseguidores, mas não conseguiu.

FERNANDO BARBOSAREPÓRTER
Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O espaço deve ser usado de forma consciente e respeitosa. Críticas, sugestões e opiniões são moderados pela administração do site. Comentários ofensivos, com expressões de baixo calão, ou manifestações de cunho político e/ou eleitoral, não serão aceitos.

Comentar

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.