Pesquisar este blog

SEJAM BEM VINDOS AO BLOG DO MARCILIO BOIÃO

COM DEUS NADA ME FALTARÁ

VOCÊ É MAIS UM VISITANTE A ESSE BLOG

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Ampliação do Porto do Pecém custará mais de R$700 milhões

Projeto do governo do Estado do Ceará deve gerar 1,9 mil empregos (1,5 mil na fase de obras e 400 na operação); Operação será financiada 90% pelo BNDES ou R$ 630,5 milhões

A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento no valor de R$ 630,5 milhões para o projeto de expansão do Porto de Pecém, localizado no município de São Gonçalo do Amarante. Correspondente à segunda estapa da ampliação do Porto, o projeto equivale a R$ 700,5 milhões e a participação do BNDES é de 90% do valor total.
Projeto do governo do Estado deve gerar 1,9 mil empregos, sendo 1,5 mil na fase de obras e 400 na operação (FOTO: Divulgação)
Projeto do governo do Estado deve gerar 1,9 mil empregos, sendo 1,5 mil na fase de obras e 400 na operação (FOTO: Divulgação)
Além de estimular a competitividade do setor portuário brasileiro e de promover o desenvolvimento da região Nordeste, o projeto do governo do Estado deve gerar 1,9 mil empregos, sendo 1,5 mil na fase de obras e 400 na operação.

Estão previstas as construções de dois berços de atracação, por meio de ampliação de 600 metros do cais acostável existente no Terminal de Múltiplo Uso; uma retroárea de 69 mil metros quadrados; uma nova ponte de acesso, com 1.520 metros de extensão; alargamento transversal de 33 metros do quebra-mar existente, bem como a execução de obras complementares.
Com este novo financiamento, o BNDES totaliza apoio no valor de R$ 1,1 bilhão para o Complexo Industrial e Portuário do Pecém. Em 2009, o Banco aprovou financiamento de R$ 276 milhões para a implantação do Terminal de Múltiplo Uso. Em 2010, foi aprovado novo empréstimo, de R$ 120,6 milhões, para aquisição e instalação de um sistema de descarga e transporte de granéis sólidos.
A movimentação anual de produtos pelo Porto, que em 2011 atingiu 3,41 milhões de toneladas, cresceu 22% em 2012, movimentando 4,15 milhões de toneladas. Uma vez concluída a implantação do complexo industrial e portuário, estima-se que essa movimentação saltará para 45,2 milhões de toneladas até 2016 e para 83,3 milhões de toneladas até 2020.
O terminal de regaseificação da Petrobras, já em operação, tem capacidade para movimentar 7 milhões de metros cúbicos por ano.
Com informações do BNDES

Fonte: Tribuna do Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O espaço deve ser usado de forma consciente e respeitosa. Críticas, sugestões e opiniões são moderados pela administração do site. Comentários ofensivos, com expressões de baixo calão, ou manifestações de cunho político e/ou eleitoral, não serão aceitos.

Comentar

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.