Pesquisar este blog

SEJAM BEM VINDOS AO BLOG DO MARCILIO BOIÃO

COM DEUS NADA ME FALTARÁ

VOCÊ É MAIS UM VISITANTE A ESSE BLOG

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Criador do Nanico Car, microautomóvel de 1,90 m, negocia fabricação no Ceará

O carro deve ter valor abaixo de R$ 20 mil e peso de 240 kg, mostrando-se ideal para viagens curtas. A promessa é de revolução no mercado
Com apenas 240 kg e espaço para duas pessoas, Nanico Car deve ser bem aceito no mercado (FOTO: Reprodução/Facebook)
Um microautomóvel de 1,50 m de altura, 1,90 m de comprimento e 1,30 m de largura poderá ser produzido no Ceará. O designer brasileiro Caio Strumiello e o físico Paulo Roberto estão negociando com a prefeitura de São Gonçalo do Amarante, distante 60 quilômetros de Fortaleza, a instalação de uma fábrica para produzir o Nanico Car, que tem versões elétrica e a gás natural.
“Assinaremos o protocolo para aprofundar mais o negócio”, antecipa o secretário de Desenvolvimento Econômico, Victor Samuel. Segundo ele, a prefeitura doará um terreno de 12 hectares, e o Governo do Estado reduzirá as alíquotas do ICMS. “A lei prevê para a montadora um incentivo especial, com o objetivo de exonerar a questão dos impostos e, assim, baixar ainda mais o valor do carro”.
A intenção é que a instalação da fábrica seja iniciada logo após a assinatura do contrato entre os criadores e a prefeitura de São Gonçalo, com investimento inicial de R$ 8 bilhões. “Na semana que vem, será apresentado o local, e esperamos que tenha estrutura necessária para a implantação, porque poderemos abreviar o tempo e começar a produção em quatro ou cinco meses”, avalia o físico.
A montadora ficará situada próximo ao Porto do Pecém, o que facilitará a exportação dos veículos. “Vamos começar com algo pequeno, mas que se expandirá. É um ponto muito positivo para o Ceará, com geração de emprego, renda e mão de obra especializada”, explica o secretário. Os criadores pretendem iniciar a empreitada com a fabricação de 500 carros por mês.

Outra vantagem lembrada por Paulo é a bateria recarregável, 100% reciclável, o que diminui o custo de manutenção, já que não são necessárias trocas de óleo frequentes e outras operações. Entretanto, ele chama a atenção para a utilidade do Nanico que, segundo disse, não é carro para fazer viagem longa, mas ideal para substituir as motocicletas, nos serviços de pronta-entrega de encomendas, por exemplo. “Para carteiros, entregadores de pizza e Correios. São bem melhores do que as motos, além de o condutor não pegar chuva, também evitará acidentes. Não vai ser só um carrinho exótico; mas, sim, um carrinho de utilidade prática”, conclui.E a projeção é que o carro seja bem-aceito no mercado. Até porque quem não quer um automóvel que una praticidade, agilidade e ainda seja movido por energias renováveis, com zero emissões de carbono, gases de efeito estufa e poluentes? Segundo Paulo, os obstáculos da vida urbana podem ser grandes, mas a solução é compacta. “Vai ter uma procura muito grande, porque presenciamos diariamente congestionamentos, poluição, e o Nanico dá várias respostas a essas questões em relação à mobilidade. Você vai andar de graça e ainda com poluição zero”, comemora.

Como surgiu o Nanico Car
Batizado de Nanico, o carro surgiu como projeto artesanal do designer autodidata Caio Strumiello, morador de São Paulo. A ideia partiu do desejo do brasileiro em modificar um quadriciclo, colocando um motor mais potente, uma carroceria inspirada em carros ingleses da década de 1950 e uma ‘frente futurista’.
Mas ele precisava de investimentos para conseguir produzir um microautomóvel com motor elétrico e sustentável. A inovação chamou a atenção do físico Paulo Roberto, que se tornou sócio de Strumiello para desenvolver a versão elétrica. Os dois, agora, esperam que a parceria com a prefeitura de São Gonçalo torne possível a produção em série de um carro que nasceu na garagem de casa.
Fonte: Tribuna do Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O espaço deve ser usado de forma consciente e respeitosa. Críticas, sugestões e opiniões são moderados pela administração do site. Comentários ofensivos, com expressões de baixo calão, ou manifestações de cunho político e/ou eleitoral, não serão aceitos.

Comentar

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.