Pesquisar este blog

SEJAM BEM VINDOS AO BLOG DO MARCILIO BOIÃO

COM DEUS NADA ME FALTARÁ

VOCÊ É MAIS UM VISITANTE A ESSE BLOG

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Com definição de data, dois deputados aguardam abertura de janela

Marquinhos Trad e Márcio Fernandes aguardam janela, que vai ser aberta no dia 18 (Foto: Marco Miatelo/ALMS)
Com a definição da data feita pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para a promulgação da janela partidária, que será no dia 18 de fevereiro, os dois deputados de Mato Grosso do Sul, Marquinhos Trad (PMDB) e Márcio Fernandes (PT do B), apenas aguardam para trocar de partidos, com a intenção de disputar eleição municipal.Após a promulgação feita pelo presidente do Senado, os parlamentares terão 30 dias seguintes para trocar de partido, sem qualquer problema com a perda de mandato, e desta forma seguir o caminho político que desejarem. Apesar de receber o aval do PMDB para fazer a mudança, Marquinhos preferiu esperar a janela.
"Agora poderei trocar de partido, sem qualquer empecilho, resolvi aguardar e vou seguir para o PSD, onde tenho como meu projeto político ser candidato a prefeito de Campo Grande". Marquinhos vai deixar o PMDB porque não tinha confiança que o partido fosse lhe indicar para disputa eleitoral.
Já Márcio Fernandes vai deixar o PT do B e seguir ao PMDB. Ele ressaltou que resolveu trocar de legenda porque na nova sigla terá mais estrutura e capacidade para desenvolver seus projetos. Ele disse que estará a disposição para ser candidato a prefeito, no entanto sabe que existem outros nomes no páreo.
Surgiram rumores que outros deputados também poderiam trocar nesta janela, mas eles negaram a possibilidade. José Carlos Barbosa (PSB) cotado no PSDB, diz que segue na sua atual, mantendo inclusive a perspectiva de ser candidato a prefeito de Dourados. "Recebi convite ano passado, mas continuo firme no PSB, estou em busca da candidatura".
Sem precisar de janela partidária, houveram outras mudanças no legislativo estadual, já que Mara Caseiro deixou o PT do B e foi para o PMB, no seu caso não precisou porque se tratou de uma transferência para partido novo. Já Beto Pereira conseguiu na Justiça o aval para sair do PDT e seguir ao ninho tucano.
Fonte: www.campograndenews.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O espaço deve ser usado de forma consciente e respeitosa. Críticas, sugestões e opiniões são moderados pela administração do site. Comentários ofensivos, com expressões de baixo calão, ou manifestações de cunho político e/ou eleitoral, não serão aceitos.

Comentar

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.