Pesquisar este blog

SEJAM BEM VINDOS AO BLOG DO MARCILIO BOIÃO

COM DEUS NADA ME FALTARÁ

VOCÊ É MAIS UM VISITANTE A ESSE BLOG

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Paracuru: Homem confessa ter matado a mulher e a filha

O principal suspeito do crime que vitimou mãe e filha, no último domingo (23), em Paracuru, Marcelo Barberena de Morais, de 37 anos, confessou ter matado as duas. A revelação ocorreu durante a ‘Perícia Complementar’, uma espécie de simulação ocorrida no local do crime, na tarde desta segunda-feira (24).

contadora Adriana Moura de Pessoa Carvalho Moraes, de 38 anos de idade e sua filha, Jade Pessoa de Carvalho Moraes, de oito meses, foram encontradas mortas, no quarto, na manhã de domingo (23).
De acordo com a diretora da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) delegada Socorro Portela, o homem afirmou que “cometeu uma loucura” após uma “discussão banal” com a vítima. Durante a simulação, o homem chorou e pediu perdão a familiares, alegando estar “arrependido“.
Conforme a delegada, vizinhos também serão ouvidos pela Polícia. Um dos testes realizados na casa foi para verificar se seria possível ouvir estampidos de bala dentro do imóvel. A informação dada pelos policiais foi que em qualquer cômodo da residência teria sido possível ouvir os tiros, contrariando o que disse o irmão do suspeito.
De acordo com a Polícia, o passo a passo foi iniciado por volta das 13h e, até o momento, a perícia revelou que o crime ocorreu entre as 23h30 e às 2h da madrugada de sábado para domingo. Teriam sido levadas cerca de quatro horas entre os crimes e o aviso ser dado à Polícia.
O advogado Leandro Duarte Vasques, que representa a família das vítimas, informou que esteve no local da simulação onde o suspeito realizou a confissão à presidente do inquérito, delegada Socorro Portela, e ao delegado Bruno Montagnoli, que acompanharam o trabalho realizado pelaPerícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).
Segundo os peritos, na ação foram efetuados três disparos de arma de fogo e nesta tarde a perícia realizou um teste na acústica da casa, para saber se os demais ocupantes da residência naquela noite, quatro adultos e quatro crianças, teriam escutado o estampido das balas. Eles haviam relatado à Polícia que não tinham ouvido nada.
No início da nova perícia,  Marcelo Baberena continuava negando a autoria do crime. Após a finalização da simulação, o suspeito confessou a autoria dos assassinatos e foi encaminhado para a DHPP. Outras duas pessoas foram ouvidas, mas liberadas.
O depoimento dos parentes das vítimas e do suspeito, das pessoas que estiveram na residência nesse fim de semana mais o resultado da simulação serão anexados ao inquérito. A delegada Socorro Portela tem 10 dias para concluir o inquérito.
Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O espaço deve ser usado de forma consciente e respeitosa. Críticas, sugestões e opiniões são moderados pela administração do site. Comentários ofensivos, com expressões de baixo calão, ou manifestações de cunho político e/ou eleitoral, não serão aceitos.

Comentar

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.